15.5 C
Brasília
Sábado, 2 Julho, 2022

‘Quem acredita em pesquisa eleitoral, acredita em Papai Noel também’, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro comentou nesta sexta-feira (08) a realização de pesquisas eleitorais pelos principais institutos do país. O chefe do Executivo demonstrou não acreditar nos resultados apurados, associando a crença neles à crença no Papai Noel.

“Quem acredita em pesquisa, acredita em Papai Noel também. Nenhuma pesquisa acertou em 2018 e não vai ser agora que vai acertar também”, declarou o presidente da República, durante uma cerimônia alusiva à entrega de obras de ampliação do aeroporto de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul.

Na ocasião, Bolsonaro também voltou a defender o armamento da população. “Povo armado jamais será escravizado, reagirá a qualquer ditador de plantão que queira roubar a liberdade do seu povo”, declarou.

Sobre a confiabilidade nas pesquisas de intenção de votos, Bolsonaro não é o único a levantar desconfiança. O senador da República pelo estado de Goiás, Luiz Carlos do Carmo, também externou um posicionamento duvidoso sobre o curso das eleições este ano.

“Algo estranho e perigoso está em curso no Brasil! Pesquisas apontando ex-condenado Lula com 50% de intenção de votos. Lula se mostrando tão confiante a ponto de defender abertamente bandeiras que próprios companheiros partidários sugerem que não defenda, por serem muito rejeitadas”, disse ele recentemente.

Uma dessas bandeiras citadas pelo senador é a defesa do direito ao aborto, o que foi feito por Lula esta semana. Além disso, o petista também chamou a “pauta da família” de atrasada, alegando que a sociedade precisaria “evoluir”.

O senador também lembrou que Lula defende “regular as mídias sociais e a forma de controle à imprensa. Lula quer desfazer reforma trabalhista; desprivatizar Eletrobrás caso se concretize; intervir na Gestão da Petrobrás; acabar com teto de gastos do governo; crescer a intervenção do Estado na economia”, entre outras coisas.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: