Mais

    PCC elabora lista de ‘regalias’ e ameaça fazer ataques caso não seja atendido

    O Primeiro Comando da Capital (PCC) emitiu um comunicado conhecido como “salve nacional”, que seria uma ordem para o início de uma série de ataques a transportes públicos e agentes de segurança, caso uma lista de regalias que visam beneficiar seus integrantes detidos na Papuda, em Brasília, não seja atendida.

    De acordo com a coluna Na Mira, do Metrópoles, foi apurado que os detentos querem o retorno do antigo sistema de visitação, quando os parentes entravam nas cadeias às 9h e permaneciam até as 15h. Atualmente, as visitas ocorrem em blocos de duas horas.

    Os ataques, segundo a apuração, poderão ocorrer não apenas em Brasília, mas em diferentes partes do Brasil, além de manifestações organizadas por parentes de presos em frente ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Veja a lista de regalias do PCC, abaixo:

    • Extensão do tempo de visitas – das 9h às 15h
    • Melhoria na qualidade da alimentação servida para os detentos
    • Reduzir a superlotação das celas, redistribuindo os encarcerados para outras unidades prisionais
    •  Aumentar o rol de critérios de análise para que a visita íntima possa alcançar mais presos

    Como é possível observar, entre as exigências dos criminosos consta a melhoria da qualidade da comida, que é servida nada mais do que cinco vezes por dia em todas as unidades prisionais.

    Por incrível que pareça, a coluna também apurou que a revolta dos condenados ganhou força após o fechamento das cantinas, que ofereciam uma série de alimentos, como bolos, biscoitos e chocolates. Os ataques, além do último dia 28, também estão previstos para o próximo dia 3.

    Leia também:

    Posts da semana

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui