25.5 C
Brasília
Sábado, 21 Maio, 2022

VÍDEO: “O cara que rouba está trabalhando”, diz professor para alunos em escola

Viralizou nas redes sociais o vídeo de um professor alegando para o seus alunos, em plena sala de aula, que “o cara que rouba está trabalhando”. Na ocasião, o docente foi confrontado por um aluno, e mesmo assim insistiu na tese de que, para o assaltante, o crime seria um trabalho como qualquer outro.

“Mas a gente fala: ‘Nossa, isso é um erro, né?’. A pessoa estar armada. Mas a gente não pensa na hora em que o ladrão está armado, é errado a pessoa de bem estar armada para se defender”, disse o aluno, sendo rapidamente interrompido pelo professor.

“Quem é que é a pessoa de bem?”, questionou o docente. “Um pai de família, por exemplo”, respondeu o aluno, que novamente foi confrontado pelo professor, que buscou relativizar as intenções de quem pratica o crime de roubo.

“O cara que está roubando é pai de família. Quem que é uma pessoa de bem? Explica-me melhor o que você está falando. O cara que rouba tem família”, afirmou o docente, que ensina geografia na Escola Estadual Camilo Dantas, em Boa Vista, no Paraná.

O aluno ainda tentou rebater a fala do docente, mas voltou a ser interrompido pelo educador: “O cara que rouba está trabalhando, o cara que rouba para ele”. O aluno voltou a questionar: “Roubar é trabalho?”.

Sendo interrompido reiteradamente, o aluno se esforçou e ainda deu um exemplo para ilustrar a diferença entre um trabalho legítimo e o crime de roubo.  “Vamos supor: o senhor trabalha dez anos para comprar um carro de luxo”. O professor interrompe para dizer que, em “dez anos no Brasil, não dá para comprar um carro de luxo”.

O aluno continua: “Eu estou dando um exemplo, mas se for, o senhor trabalha dez anos para comprar um carro de luxo, um sonho, aí chega um cara que nunca trabalhou na vida, nunca teve um estudo, o senhor se preparou pra isso, entendeu? E toma o carro do senhor”. Ainda assim, o professor então respondeu: “Ele está trabalhando”.

Após a queixa dos alunos, a Secretaria Estadual de Educação e Desporto de Roraima disse que tomará as “medidas cabíveis” contra o professor. Assista o vídeo, abaixo:

- Publicidade -
Última notícia
- Publicidade -
Veja também:
close