PTB: deputada que teria gravado reunião para a Globo “está expulsa” do partido

O presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, anunciou a pouco que a deputada Luisa Canziani (PTB-PR) foi expulsa do partido. A decisão da sigla foi tomada após a parlamentar ser acusada de gravar, secretamente, uma reunião junto ao Ministro da Educação, para a Rede Globo.

“Gravar secretamente um Ministro de Estado é uma falta gravíssima. Essa turma que veio do jovairismo não tem limites. Reprovamos a conduta da deputada Luísa Canziani, que está expulsa do PTB”, escreveu Jefferson no Twitter.

A denúncia foi noticiada pela Tribuna de Brasília mais cedo, destacando uma manifestação da presidente do PTB no Paraná, Marisa Lobo, onde a mesma já havia anunciado que Luisa Canziani seria punida por sua atitude.

“Acabei de assumir a Presidência do PTB Paraná, e garanto que essa traíra não terá espaço”, afirmou Marisa, também pelas redes sociais. O deputado Eduardo Bolsonaro foi quem fez a denúncia inicial, após ser alertado de que a colega de Congresso estaria gravando a reunião secretamente.

“Imediatamente aconselhei o ministro da Educação para que encerrasse a reunião e que era inadmissível aquele tipo de postura, um absurdo. Porque não pode uma pessoa, a essa altura do campeonato, querer que eu confie na Globo, confiar que não esteja transmitindo”, afirmou Eduardo. Veja:

Presidente do PTB ameaça punir deputada acusada de gravar reunião para a Globo