Presidente do PTB ameaça punir deputada acusada de gravar reunião para a Globo

A deputada Luisa Canziani (PTB-PR) se envolveu em uma confusão com colegas parlamentares, incluindo a liderança do seu partido no Paraná, especificamente a presidente estadual da sigla, a psicóloga cristã Marisa Lobo.

Isso porque, Canziani está sendo acusada de ter gravado de forma escondida uma reunião realizada na última quarta-feira (16) com deputados e o ministro da Educação, Milton Ribeiro, para tratar do ensino domiciliar, também conhecido como homeschooling.

A denúncia foi realizada pelo deputado Eduardo Bolsonaro, em vídeo. “Fui alertado sobre essa questão, eu mesmo verifiquei com meus olhos que ela realmente estava, inclusive aparecendo uma parte do suporte. Interpelei-a publicamente, porque na mesa estavam cerca de doze deputados mais o ministro da Educação, perguntei se ela estava com algum aparelho de transmissão de maneira muito educada”, disse ele.

Segundo Eduardo, Canziani confirmou que estava com um aparelho, o qual seria da Rede Globo para fins de fazer uma reportagem para o programa Profissão Repórter. Contudo, segundo o parlamentar, a suposta gravação estaria ocorrendo sem qualquer consentimento dos demais políticos presentes na reunião.

“Imediatamente aconselhei o ministro da Educação para que encerrasse a reunião e que era inadmissível aquele tipo de postura, um absurdo. Porque não pode uma pessoa, a essa altura do campeonato, querer que eu confie na Globo, confiar que não esteja transmitindo”, afirmou Eduardo.

“Arrumou uma baita encrenca”

Ao saber do fato, a presidente do PTB no Paraná se manifestou nas redes sociais, indicando que Canziani será punida por sua conduta antiética para com os demais colegas. Marisa Lobo, considerada por muitos uma “bolsonarista raiz”, assumiu há poucos dias a presidência do partido em seu estado.

“Acabei de assumir a Presidência do PTB Paraná, e garanto que essa traíra não terá espaço, para se candidatar no PTB Paraná, aqui mando eu como presidente, ela arrumou uma baita encrenca, sou Bolsonarista raiz, não aceitamos traíras [sic]”, disse Marisa.