Hang sobre depoimento na CPI: “Vou sozinho. Mas, sei que Deus e vocês estão comigo”

O empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, prestará depoimento nesta quarta-feira (29) na CPI da Pandemia. Apesar de não ter nenhuma relação com a saúde pública, não ser profissional da área e nem atuar no comércio de equipamentos dessa natureza, o empreendedor será ouvido, aparentemente, por defender o tratamento precoce contra o novo coronavírus.

A convocação de Hang para a comissão foi feita a pedido do relator da CPI, senador Renan Calheiros (MDB-AL). Na semana passada, através de um dossiê, um grupo de ao menos 15 médicos que atuaram na operadora de saúde Prevent Senior alega que a declaração de óbito da mãe do empresário, Regina Hang, teria sido ‘fraudada’, a fim de se omitir o real motivo do falecimento da idosa, que seria por covid-19.

Ao comentar o seu depoimento na comissão, o qual ocorrerá nas próximas horas, Hang indicou que poderá ir até mesmo sem a companhia de advogados. “Vou sozinho. Mas, sei que Deus e vocês estão comigo!”, postou o empresário em suas redes sociais.

Considerado um exímio comunicador, a convocação de Hang para depor na CPI é vista com ressalvas por opositores do governo. Aliados do Planalto vão além e consideram que o empresário poderá não apenas rebater as acusações e/ou críticas contra ele, como também expor argumentos capazes de constranger os senadores.