11.5 C
Brasília
Sábado, 25 Junho, 2022

Brasília: governo anuncia auxílio de R$ 1.200 para motoristas de transporte escolar

O governo de Brasília anunciou na noite da última terça-feira (09) a implementação de um projeto que visa dar auxílio de R$ 1.200 para motoristas de transporte escolar e de turismo na Capital Federal.

A decisão surgiu após uma reunião com o governador Ibaneis Rocha, onde estiveram presentes representantes da categoria. O valor investido será de R$ 6 milhões e atenderá a cerca de 1.700 permissionários que, segundo a categoria, estão aptos a receber a quantia.

“Nós sabemos da dificuldade financeira pela qual passa o Distrito Federal. Isso aqui é um trabalho conjunto que vai gerar a possibilidade da gente cuidar dessas pessoas. Tenho certeza, com o apoio de todos, a gente vai conseguir ao menos minimizar a dificuldade que vocês estão passando”, afirmou Ibaneis aos presentes, segundo à Agência Brasília.

A liberação dos recursos será feita pelo BRB, mas a proposta ainda deverá ser apresentada na manhã desta quarta (10) para aprovação da Câmara Legislativa do Distrito Federal.

Auxílio para motoristas

A medida do auxílio para motoristas no DF, no caso, de transporte escolar e de turismo, visa aliviar os meses transcorridos sem essa atividade por causa da pandemia do novo coronavírus. Trabalhadores que dependem desse trabalho ficaram sem ter como adquirir renda.

Muitos deles trabalham por conta própria e não por acaso ficaram emocionados ao saberem que poderão receber o auxílio de R$ 1.200. “Hoje o senhor está honrando o seu compromisso de governar para os mais pobres”, enalteceu Mazon Simões, presidente do Sindicato dos Transportes Escolares do Distrito Federal, se referindo a Ibaneis.

“Quero agradecer de coração porque desde o primeiro momento que nós viemos pedir socorro aos senhores, nós fomos bem recebidos e podemos testemunhar o quanto a sua equipe é competente e honrada. Não temos palavras para agradecer”, completou.

O presidente da Câmara Legislativa do DF, deputado Rafael Prudente, e o deputado distrital Valdelino Barcelos, já sinalizaram apoio à proposta que não deverá encontrar maiores resistências entre os demais parlamentares de Brasília.

“Isso veio na hora certa. Nós temos outros transportes que a gente tem que controlar, mas a situação de vocês é a pior de todas”, afirmou Barcelos.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: