11.5 C
Brasília
Sábado, 25 Junho, 2022

Silas: “Continuo apoiando o presidente, mas descordando 100% da saída do Moro”

A renúncia do ministro Sérgio Moro do ministério da Justiça e Segurança Pública está causando alvoroço em todo país. Após o choque inicial entre os apoiadores do presidente, alguns já se manifestaram em tom mais equilibrado, como o pastor e empresário Silas Malafaia.

“ATENÇÃO! Não venham torcer minhas palavras, continuo apoiando o presidente, mas descordando 100% da saída do Moro. ERRO POLÍTICO TOTAL!”, afirmou o pastor em suas redes sociais.

“Estou achando graça de ver esquerdopatas apoiando Moro, os mesmo que sempre apoiaram os governos mais corruptos da história do Brasil, PT”, completou o líder religioso. Em outra publicação, Malafaia foi mais agressivo ao comentar a saída do agora ex-ministro da Justiça.

“INACREDITÁVEL! Sou aliado do presidente, NÃO ALIENADO! O maior absurdo e falta de habilidade política nessa hora. Sei que é atribuição do presidente nomear diretor da PF (art 84 caput, inciso xxv da constituição art 2º-c lei 9266) SÓ Q ELE DEU A MORO CARTA BRANCA. INADMISSIVEL”, publicou o pastor.

Políticos aliados de Bolsonaro também já se pronunciaram através das redes externando preocupação e surpresa com a demissão de Moro. Outros, como a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), mostrou gratidão pelo trabalho do ex-ministro.

“Sinto muito pela saída de Sérgio Moro do Governo. Não só por ser meu padrinho de casamento, mas principalmente pela sua conduta exemplar de cidadão, juiz e Ministro. Sempre terá minha profunda admiração, bem como a gratidão de todos os brasileiros de bem. Obrigada, Moro!”, afirmou a deputada.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: