11.5 C
Brasília
Sábado, 25 Junho, 2022

Maquiador Agustin Fernandez sai em defesa de Bolsonaro: “Me adotou como um filho”

Considerado um dos grandes apoiadores do presidente Jair Bolsonaro integrante da comunidade LGBT, o maquiador Agustin Fernandez saiu em defesa do presidente após a renúncia do ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Em suas redes sociais, Agustin defendeu aspectos positivos de Bolsonaro, destacando a convivência que tem tido com o presidente, contrariando acusações de que o mesmo seria “homofóbico”.

“Confesso que, os dias não tem sido fáceis ultimamente. Só eu sei o que vivi em 2018, ao ponto de ficar fora do Brasil durante por quase 5 meses pois recebia ameaças de morte por apoiar Jair Messias Bolsonaro”, afirmou o maquiador.

“Um homem do bem, que a partir daquele dia me adotou, como um filho… mesmo com fama de homofóbico. Logo eu, né? Um gay, afeminado, que se veste de mulher. Seu Jair Messias Bolsonaro, já fez o nó da minha gravata, da pra acreditar? Pois é verdade”, destacou Agustin.

Agustin Fernandez e Karol Heller

O maquiador foi uma das pessoas que saiu em defesa da ativista Karol Heller, outro nome de influência da comunidade LGBT que apoia o presidente Jair Bolsonaro. Ela foi agredida em uma confusão no Rio de Janeiro no final do ano passado.

“Como eu disse alguns meses atrás, essa raça desgraçada acusa a gente daquilo que eles são: opressores, fascistas, LGBTfobicos e intolerantes a qualquer ideologia que não seja a deles”, disse ele na época.

Ao externar apoio a Bolsonaro em uma publicação feita por Agustin Fernandez na sexta-feira (25), em suas redes sociais, o renomado maquiador revelou detalhes pessoais da convivência com a família presidencial.

“Ele me levou para Uruguai junto, meu país natal onde já me prostitui por um prato de comida, pra eu ter uma ‘volta triunfal’, como o Agustin que sou hoje”, revelou. “Muitos de vocês não sabem, mas eu fui ve-lo no hospital durante as cirurgias, ele pedia pra me ver, e chorou quando me viu entrar no quarto.”

“Passamos juntos o natal, pois eu não tenho família no Brasil, a pedido dele. Eu já dormi no Palácio da Alvorada INÚMERAS VEZES (nunca postei nada). Sabem o que NOS comemos lá Arroz com feijão ou estrogonofe! Ele não aceita pratos mirabolantes igual aconteceram em outros governos”, continuou Agustin.

E acrescentou: “No natal fizemos amigo secreto, o presente dele foi 3 mangas do quintal [risos]. Sozinho ele chegou na presidência, e sozinho ele vai colocar o Brasil no caminho certo. Ele é do bem, acredite, meu sonho é que vocês conheçam o Jair que eu conheço. Tão simples que, não tem marketeiro pra escrever os discursos e textos bonitos”.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: