Facebook e Twitter têm desvalorização de R$ 270 bilhões após banimento de Trump

Facebook e Twitter têm desvalorização de R$ 270 bilhões após banimento de Trump
Reprodução: Google

Após o Twitter sofrer uma desvalorização de US$ 5 bilhões na última segunda-feira, como resultado da queda de 12% das suas ações após o banimento permanente da conta do presidente americano Donald Trump da sua plataforma, somada ao Facebook a empresa agora amarga uma queda no valor de mercado de incríveis R$ 270 bilhões (US$ 51,2 bi)!

A explicação é simples: o banimento da conta do homem, até então, mais poderoso do mundo, ninguém menos que o presidente dos Estados Unidos, fez com que os investidores temessem uma reação negativa em massa dos usuários nas duas plataformas.

Com isso, os investidores começaram a vender parte das suas ações nas duas empresas, provocando a consequente desvalorização de mercado, segundo informações da Business Insider, reportadas também pela Istoé.

A preocupação dos investidores não é por acaso, visto que Trump possuía apenas no Twitter cerca de 88 milhões de seguidores, muitos dos quais já haviam migrado para outras redes sociais, como o Parler e o Gab. A força de uma migração em massa tem potencial para influenciar até mesmo pessoas que não são apoiadores fiéis do presidente americano, mas que não concordam com o seu banimento nas redes.

O grande receio agora dos proprietários do Twitter e do Facebook deverá ser o risco do efeito cascata. Ou seja, que o temor pela reação dos usuários das plataformas continue alimentando a venda de ações nessas empresas, o que poderá continuar fazendo despencar o valor de mercado delas.

“Não há censura política”, diz criador da rede social Parler sobre a sua empresa