13.5 C
Brasília
Quarta-feira, 29 Junho, 2022

“Conversei com Moro”, diz Bolsonaro ao falar sobre a reabertura das fronteiras

Uma das decisões consideradas mais essenciais para a retomada das atividades econômicas no país é a reabertura das fronteiras, já que isso permite a volta do turismo e o aquecimento da indústria de aviação civil, além de outros comércios.

Ciente disso, o presidente Bolsonaro anunciou na manhã desta sexta-feira (17) que já estuda reabrir às fronteiras do país, mas que para isso ainda precisa conversar com a sua equipe ministerial.

“Como conversei com o ministro Moro agora pouco sobre as fronteiras. Dei a minha opinião que a gente vai conversar com mais ministros. Começar a abrir as fronteiras”, disse o presidente durante a solenidade de posse do novo ministro da Saúde, Nelson Teich.

“Muita gente pergunta porque que tá fechado com o Paraguai se é uma fronteira seca que não temos como fiscalizá-la? Eu acredito que quando a gente for escrever alguma coisa é para ser cumprido. A mesma coisa no tocante ao Paraguai. Então isso, a gente vai, tendo informações e vai decidindo, assim como qualquer portaria restritiva tem que passar agora pelo crivo da chefia da Casa Civil”, completou.

Anteriormente, Bolsonaro explicou que a retomada das atividades comerciais é uma decisão arriscada, mas que boa parte da classe política do país e até da imprensa já está reconhecendo essa necessidade.

“Hoje mesmo, acreditando na imprensa brasileira, vi uma matéria que 50% dos prefeitos estão divididos no tocante a abertura. Até pouco tempo, era 100% contrário ou 99%. Eu tenho certeza que eles sabem dessa necessidade”, afirmou o presidente.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: