11.5 C
Brasília
Quinta-feira, 30 Junho, 2022

“Sérgio Moro distorceu uma conversa particular”, diz Weintraub ao defender Zambelli

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, saiu em defesa da deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) após o ex-ministro da Justiça Sérgio Moro divulgar o conteúdo de uma conversa privada que teve com a parlamentar.

“Além de meu apoio ao Presidente Jair Bolsonaro, manifesto minha solidariedade à Carla Zambelli. Todos sabem que ela não tem influência na escolha do STF. Sérgio Moro distorceu uma conversa particular em que ela apenas tentava ajudar a acalmar os ânimos”, afirmou o ministro em sua rede social.

Weintraub também utilizou a hashtag “#FechadoComBolsonaro” para sinalizar a continuidade do apoio ao chefe do Executivo, acusado na sexta-feira (24) por Sérgio Moro de estar tentando interferir nas decisões da Polícia Federal.

Ainda na sexta, Moro “vazou” para a rede Globo o conteúdo da conversa que teve com Zambelli, de quem foi padrinho de casamento em 14 de fevereiro passado. A divulgação do material foi realizada pelo Jornal Nacional, que apresentou o mesmo afirmando ser uma “prova” do ex-ministro contra declarações do presidente Bolsonaro.

Na conversa Zambelli pede para Sérgio Moro ficar no cargo de ministro da Justiça, afirmando que ele poderia ser indicado para uma vaga no Supremo Tribunal Federal. A deputada chegou a dizer que tentaria ajudar neste sentido, falando com o presidente.

“Eu não sou ninguém para prometer uma vaga no STF. O que eu quis dizer é que poderia ajudar. Tentar falar com Bolsonaro”, afirmou Zambelli em uma gravação onde se defendeu do envolvimento involuntário no embate entre Moro e Bolsonaro. Assista:

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: