13.5 C
Brasília
Quarta-feira, 29 Junho, 2022

Janaína rebate críticas e pede união: “É hora de colocar o Brasil acima de tudo”

A deputada estadual Janaína Paschoal fez uma publicação recentemente em tom de conciliação com os apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. Isso após um dia de ela fazer um discurso na Assembleia Legislativa de São Paulo, acusando o chefe de Estado de ter cometido “crime contra a saúde pública”, razão pela qual ele deveria renunciar, segundo ela.

“Em razão das muitas mensagens recebidas, não terei condições de responder individualmente. Agradeço o apoio e compreendo as críticas, que são inerentes à Democracia”, afirmou a deputada. “Muitos são os pedidos de entrevista. Respeito muito a Imprensa, mas entendo que não é o momento”, completou.

Janaína pareceu demonstrar ter entendido que pedir a renúncia do presidente enquanto o mundo atravessa uma luta contra o novo coronavírus, o qual já tem impactado a economia global e também a do Brasil significativamente, não seria a coisa mais inteligente a fazer, mas que em vez disso a união é o melhor caminho.

“Defendo, firmemente, que todas as autoridades estejam concentradas em enfrentar a crise mundial, que agora se abate sobre o Brasil. Não é hora de ideologia, nem de partidarismo. É hora de colocar o Brasil acima de tudo, de verdade”, destacou a deputada em suas redes sociais no último dia 17.

Sem dar pistas de como poderá reagir após o pico da pandemia, mas já em tom de conciliação, Janaína fez um apelo pela união em prol do Brasil, demonstrando real preocupação com a saúde pública.

“Sei que muitos estão viciados na vida virtual. Ocorre que as questões a serem enfrentadas estão na vida real. E os verdadeiros líderes precisam entender isso. Vamos cuidar uns dos outros, mantendo o distanciamento físico, lavando as mãos, adiando o que pode ser adiado… Vamos ajudar o país a sair mais forte!”, escreveu a deputada.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: