10.5 C
Brasília
Quarta-feira, 29 Junho, 2022

Janaína: polêmica com jornalista é estratégia do PT para não dar explicações em CPI

Janaína Phascoal (PSL-SP) continua inconformada com os rumos que a CPI das “Fake News” está tomando. Pelo que parece, como haviam previsto os aliados do governo, não se trata de uma comissão para investigar informações falsas, mas uma articulação para tentar acusar os simpatizantes do presidente Bolsonaro de práticas ilegais.

A parlamentar voltou a criticar nesta sexta-feira (14) o que segundo ela é uma estratégia do Partido dos Trabalhadores (PT) para desviar atenção das acusações feitas durante o depoimento de Hans River, ex-funcionário da empresa Yacows.

“Tivesse Hans River acusado Bolsonaro, estivessem os Bolsonaristas acusando River de mentir na CPMI, fatalmente, todos acusariam o racismo!”, escreveu Janaína em suas redes sociais, apontando a diferença de abordagem sobre o caso (entenda aqui).

Embora convocado pelo próprio PT para dar esclarecimentos na CPI, Hans River terminou acusando o PT de realizar disparos de mensagens ilegais durante a campanha de 2018, isentando a campanha do então candidato Jair Bolsonaro.

“Como o alvo é o PT, a pretexto de defender a honra da jornalista, fogem de explicar os graves fatos narrados pelo depoente. Quem vai investigar as campanhas de Haddad e Falcão? Estratégia boa dizer que River é mentiroso. Qual a prova de que River mentiu?”, questionou a deputada.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: