15.5 C
Brasília
Sábado, 25 Junho, 2022

“Fico muito triste com o comportamento do presidente”, diz governador do DF

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, comentou as últimas declarações do presidente Jair Bolsonaro durante uma entrevista concedida nesta sexta-feira (03), ressaltando pontos em comum com o chefe do Executivo, mas ao mesmo tempo revelando ter ficado incomodado com as críticas contra parte dos governadores do país.

“Meu relacionamento com ele sempre foi muito respeitoso. E sempre digo o seguinte: para duas pessoas brigarem, as duas têm de querer”, afirmou Ibaneis, se referindo ao presidente e ao ministro da Saúde, Henrique Mandetta. Na quinta-feira, Bolsonaro afirmou que faltava “humildade” da parte do médico e que ele havia “extrapolado” em dada ocasião nas medidas contra o novo coronavírus.

Em se tratando do relacionamento com Bolsonaro, Ibaneis afirmou que “ele não vai conseguir brigar comigo de modo algum. Estou consciente do meu papel como governador do Distrito Federal, de defender minha população, o povo do Distrito Federal e ele, inclusive”, declarou, segundo informações do Correio Braziliense.

Ibaneis afirmou não concordar com a postura do presidente em relação aos governadores que insistem em manter os comércios fechados por completo. Para o governador do DF a preocupação com a economia é legítima, mas em termos de saúde vidas humanas são mais importantes.

“Já vimos o Brasil quebrar e se recuperar várias vezes. O que não se recuperam são vidas. Fico muito triste com o comportamento do presidente, incentivando essa guerra contra os governadores”, afirmou o governador.

“É um incentivo desnecessário, porque nós somos parceiros. Sou hospedeiro do Governo Federal e de toda essa gama de pessoas que estão aqui e convivem em nossa cidade. Tenho a obrigação de cuidar da saúde coletiva da população, inclusive da do presidente da República”, concluiu.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: