13.5 C
Brasília
Quarta-feira, 29 Junho, 2022

“As exportações brasileiras estão inalteradas”, diz Guedes ao falar da economia

O ministro da Economia, Paulo Guedes, fez declarações otimistas em relação à situação econômicas do país no contexto de pandemia do novo coronavírus. Segundo ele, o Brasil vem apresentando ótima resiliência se comparado ao restante do mundo.

A declaração de Paulo Guedes se deu durante audiência pública virtual na Comissão Mista do Congresso de Acompanhamento das Medidas Relacionadas à Covid-19.

O ministro explicou que a expectativa inicial de queda de 6% na economia foi modificada porque o país não foi afetado, como se esperaria, pela queda das exportações, uma vez que a China, grande parceiro comercial brasileiro, manteve um ritmo de crescimento durante a pandemia.

“As exportações para os Estados Unidos e para a Argentina, os dois maiores parceiros depois da China, caíram acima 30%. Para União Europeia caíram 2% [ou] 3%. Mas para a China, [as exportações] subiram 25%, 26%. Como a China é mais do que a soma de Estados Unidos, Argentina e União europeia, as exportações brasileiras estão inalteradas”, afirmou o ministro, segundo a EBC.

O ministro disse que se a queda da economia prevista inicialmente que era de 6% agora está em 4%.

Bolsa sobe, dólar cai

Outro sinal positivo de recuperação econômica do Brasil durante a pandemia é a retomada dos investimentos na bolsa de valores, que subiu pelo terceiro dia consecutivo até a última quarta-feira. A expectativa é que o ritmo se mantenha até o final desta semana.

O índice Ibovespa, da B3 (bolsa de valores brasileira), emendou a quarta-feira de altas seguidas, fechando nos 83.171 pontos, com alta de 2,29%, o melhor resultado desde 11 de março. De forma semelhante, a moeda americana também recuou pela terceira vez, fechando a quarta em R$ 5,309.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: