23.5 C
Brasília
Sábado, 25 Junho, 2022

URGENTE: apesar da crise global, Brasil tem a 3ª alta do PIB e governo comemora

O Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, cresceu 1% no primeiro trimestre deste ano, na comparação com o trimestre anterior. O dado foi divulgado hoje (2) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo o IBGE, o PIB totalizou R$ 2,2 trilhões, em valores correntes, no primeiro trimestre do ano. Na comparação com o primeiro trimestre de 2021, a economia do país cresceu 1,7%. Os dados também mostram um crescimento de 4,7% no acumulado de 12 meses.

“Após a vigorosa retomada da atividade em 2021, quando a economia brasileira registrou alta de 4,6% no PIB e confirmou a recuperação econômica em “V” [descida pronunciada seguida por forte elevação], o início de 2022 manteve o robusto crescimento da atividade apesar do ambiente de incerteza gerado pelos reflexos da guerra entre Rússia e Ucrânia”, avaliou o governo.

Ministro de Minas e Energia do Brasil, Adolfo Sachsida, também comemorou o resultado através das suas redes sociais: “Seguimos dando resposta dentro de campo. Lembrem-se que janeiro teve pico de casos de pandemia, fevereiro guerra, e em março aumento dos juros. Ainda assim PIB brasileiro cresceu de maneira robusta no primeiro trimestre. Brasil porto seguro do investimento”, afirmou.

O setor de serviços impulsionou o crescimento do primeiro trimestre deste ano, na comparação com o quarto trimestre de 2021. O setor cresceu 1%. A indústria teve variação de 0,1%. A agropecuária recuou 0,9% no período.

Sob a ótica da demanda, a alta do PIB no período foi puxada pelo consumo das famílias, que subiu 0,7%. O consumo do governo variou 0,7%, enquanto que a formação bruta de capital fixo, isto é, os investimentos, caiu 3,5%.

No setor externo, as exportações de bens e serviços cresceram 5%, enquanto as importações caíram 4,6%. Com informações: Agência Brasil /G1

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: