14.5 C
Brasília
Domingo, 26 Junho, 2022

“Sentaria com Lula”: Doria nega afirmação dita pelo relator da PL das Fake News

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), utilizou as suas redes sociais para chamar de “fake news” uma declaração atribuída a ele pelo atual relator da PL das Fake News, o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), na qual ele teria demonstrado estar disposto a sentar para conversar com o ex-presidente Lula.

A frase “para derrotar o Bolsonaro, eu sento até com o Lula”, foi dita pelo parlamentar da extrema-esquerda durante entrevista para o Jornal da Fórum, em 2 de abril de 2021, quando falava de uma conversa que teve com o tucano.

“Eu fui procurar o Doria pra debater a abertura das escolas, que naquele momento eu achava errado, e depois pra encorajá-lo a tomar medidas mais duras, porque eu acho que São Paulo perdeu tempo até, deveria ter fechado mais antes. Eu falei com ele assim com muita fraternidade, franqueza, foi uma conversa bem interessante”, disse ele na ocasião.

“Lá pelas tantas, ele falando de política, ele falou a seguinte frase: ‘em 2022, pra derrotar o Bolsonaro, eu sento até com o Lula’. Eu falei: ‘vai muito bem por aí. É um bom caminho’. Eu disse ainda pra ele que fiquei com a frase na cabeça e quando tiver chance vou falar sobre isso pra um jornalista. E ele me respondeu: ‘pode falar’. Aí eu tô falando aqui agora pra você”, completou Orlando Silva, segundo a Forum.

Nesta segunda-feira (04/04/2022), no entanto, quase exatamente um ano depois, Doria negou ter feito essa declaração: “Foi dada a largada para o show de Fake News! Não negocio com ex-presidiário e nem com pai das rachadinhas! Lugar de sem vergonha é na prisão. E de quem cria e espalha Fake News também!”, disse o tucano.

Ou seja, se Doria realmente não disse o que Orlando Silva disse que ele disse, então o deputado do PCdoB mentiu e seria o “sem vergonha” acusado de espalhar fake news, o que é muito chamativo, tendo em vista que ele é o relator do PL 2630/20, que visa combater justamente a “desinformação” e notícias falsas.

Por outro lado, se Orlando Silva falou a verdade, Doria seria o mentiroso na história, não sendo capaz de assumir o que disse, ou simplesmente alguém de memória curta. Assista abaixo:

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: