Romário manifesta apoio a Bolsonaro: “Tem coragem e não tem medo de se posicionar”

Tetracampeão mundial de futebol, o ex-jogador Romário resolveu se posicionar em relação ao presidente da República, Jair Messias Bolsonaro. Segundo o senador, o Brasil não vinha bem antes do governo atual, motivo pelo qual votará no chefe do Executivo novamente caso a disputa presidencial em 2022 seja contra Lula.

“Eu faço parte de um partido que, hoje, é Bolsonaro. Eu acho que o Bolsonaro é um presidente que tem feito coisas positivas para o nosso país. Erra em alguns momentos, principalmente com a pandemia. Deixou de ter algumas ações, falou algumas coisas que poderia não ter falado”, pontuou o ex-jogador.

As declarações do senador Romário foram dadas durante uma entrevista para o canal do YouTuber “Cara a Tapa”. Na ocasião, o ex-jogador também deu a entender que até 2022 poderá considerar outras opções além do atual presidente, a chamada terceira via, mas que não mudará de posição caso a disputa se mantenha contra Lula.

“Eu convivi com o Bolsonaro quatro anos e ele é um cara muito sério. Tem coragem e não tem medo de se posicionar. Ele trouxe isso para a presidência. Antes de Bolsonaro, nosso país estava uma m… do c***. Hoje (contra o Lula)? (Votaria no) Bolsonaro”, afirmou Romário.

O senador se posiciona favorável ao governo em um momento de extrema importância para o presidente, dado o impasse com relação à indicação do ex-ministro André Mendonça. Com isso, Romário sinaliza que poderá votar em favor do pastor, após sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado.

Romário também falou sobre eventuais propostas de corrupção envolvendo o seu mandato. Ele negou que tivesse aceito qualquer oferta dessa natureza. “No meu primeiro ano chegaram algumas coisas, mas depois você é o que demonstra ser no começo. Minha linha sempre vai ser uma e as pessoas entenderam. Me posicionei de um lado e depois acabou”, afirmou.