21.5 C
Brasília
Sábado, 2 Julho, 2022

“Resolvida a pandemia do coronavírus, tenho certeza que a economia acelera”, diz Hang

O dono da grande rede de lojas Havan, Luciano Hang, tem marcado presença no cenário político nacional desde 2018, quando veio publicamente expor suas ideias para certas mudanças estruturais que, segundo ele, levariam o Brasil ao patamar de países de primeiro mundo.

Durante as eleições, o empreendedor também deixou claro seu apoio a Jair Bolsonaro, que no momento se encontrava no meio de sua campanha. As razões apresentadas por Hang para seu suporte foram as ideias de liberalismo econômico e as mudanças que Bolsonaro poderia trazer para o cenário político nacional.

Agora num momento de pandemia, Hang defendeu o tratamento precoce e a vacinação em massa. Sua declaração pública veio após a perda de sua mãe, que faleceu em fevereiro deste ano após contrair a Covid-19.

O empresário, a princípio, postou um vídeo em seu Instagram no dia 6 de fevereiro, no qual ele argumentou em favor do uso de medicamentos de tratamento precoce baseando-se em sua perda pessoal. Segundo Hang, sua mãe, Regina Modesti Hang, estava assintomática inicialmente, porém quando seus sintomas se tonaram evidentes ela já estava com cerca de 95% de seu pulmão comprometido.

“Quando percebeu foi muito tarde, será que se eu tivesse feito o tratamento preventivo eu não teria salvado a minha mãe?”, questionou o empresário.

Ainda imerso neste contexto, Hang também tem constantemente apontado a vacinação em massa como um meio de escape para a crise da saúde, além de citar a imunização como o “maior programa econômico do país”, sendo a chave para se gerar novos empregos e renda no território nacional.

Quando questionado diretamente sobre as medidas restritivas impostas em alguns estados, Hang declarou que o lockdown é fruto da incompetência, tendo em mente que é uma medida que vem sendo aplicada desde março de 2020 e que não tem gerado resultados concretos.

Em uma entrevista conduzida pela Gazeta do Povo, Hang declarou que acredita que esteja havendo uma politização em torno da pandemia, buscando prejudicar o atual presidente através do trabalho da mídia, a mesma que deveria estar apresentando visões plurais acerca do combate à pandemia, o que inclui o uso do tratamento inicial.

Ao seguir seu raciocínio, Luciano Hang afirma que a chegada da vacina estará amenizando os danos que podem ser causados por dificuldades futuras. Ele afirma que se o Brasil der lugar às vacinações e também optar pelo tratamento precoce, a volta à rotina normal estará muito mais próxima.

“Eu vejo a vacina hoje como primordial para resolvermos o problema da pandemia. Ontem [a entrevista foi realizada no dia 26 de março] disse para o Paulo Guedes que o maior programa econômico do país hoje se chama vacinação em massa. Resolvida a pandemia do coronavírus, tenho certeza que a economia acelera”, afirma o empresário.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: