28.5 C
Brasília
Sexta-feira, 12 Agosto, 2022

Moro toma invertida de Martins: “Representar o Paraná não será prêmio de consolação”

O ex-ministro Sérgio Moro anunciou nesta terça-feira (12) que é pré-candidato ao Senado Federal pelo Paraná. Ele fez uma coletiva de imprensa no Hotel Pestana, na capital do estado, para comunicar a decisão, tomada após meses de idas e vindas com negociações políticas sobre o seu futuro.

“Nós podemos, sim, ter anos difíceis à frente. E nesses anos difíceis, vamos precisar do empenho de todos e de lideranças que não se omitam”, disse Moro durante o discurso, argumentando que possui capacidade de exercer a função de Senador.

“A minha carreira pública como juiz e depois como ministro me dá a experiência de pedir para ser representante do povo paranaense do Senado Federal”, declarou o ex-ministro. Pelas redes sociais, contudo, Moro tomou uma invertida do seu conterrâneo, o jornalista e deputado federal Paulo Eduardo Martins.

Martins tem o apoio do presidente Jair Bolsonaro para a disputa pelo Senado. O deputado lembrou que Moro tentou se candidatar, primeiramente, pelo estado de São Paulo, mas teve o seu domicílio eleitoral negado por não possuir ligação efetiva com o território paulista.

Só após ter sido barrado em São Paulo foi que o ex-ministro foi para o Paraná, seu estado natal. Com isso, Martins disse que Moro trata o estado como se fosse “prêmio de consolação”, mas que isso será combatido durante a campanha.

“Sergio Moro anuncia que é pré-candidato ao senado. Vai ser ótimo debater com o cara que traiu o presidente que lhe confiou o Ministério da Justiça. Representar o Paraná não será prêmio de consolação para quem escolheu e não conseguiu representar São Paulo. Vamos lá”, comentou o deputado.

DESTAQUE
Veja também:
close