15.5 C
Brasília
Sábado, 2 Julho, 2022

Moro rebate decisão do STF e defende a Lava Jato: “Muito orgulho do que foi feito”

O ex-juiz Sergio Moro declarou neste último domingo que não possui arrependimentos quanto ao seu trabalho na operação lava-jato, mesmo levando em consideração a decisão recente do STF de considerar sua atuação parcial no caso do ex-presidente Lula.

“Não me arrependo de nada. Pelo contrário. Tenho muito orgulho do que foi feito na Operação Lava Jato”, declarou.

Moro também admitiu que possa ter havido falhas na Lava Jato, mas garante que se esse foi o caso, elas nunca foram propositais. Quando participando de uma live feita pelo grupo Parlatório, que contava com a presença de empresários e políticos, o ex-juiz afirmou que é necessário desmitificar a chamada narrativa de criminalização, na qual haveria um conluio de um juiz maldoso acompanhado de procuradores ambiciosos com o objetivo de prejudicar políticos.

“Dá para tocar [Edith] Piaf [cantora francesa] ao fundo. Non, je ne regrette Rien. Não me arrependo de nada. Foi um trabalho importante, reconhecido pela população brasileira”, destacou o ex-ministro da da Justiça.

Segundo o Jornal de Brasília, essa foi a primeira vez que Sergio Moro falou abertamente sobre a decisão da segunda Turma do Supremo Tribunal Federal quanto à sua suposta parcialidade no caso do triplex de Guarujá (SP), o que levou o ex-presidente Lula a ser preso em 2018 por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Na quarta-feira (24), o ex-ministro lançou uma nota a respeito da decisão do STF (ocorrida no dia anterior), e nessa nota ele declarou possuir “absoluta tranquilidade” sobre as decisões que foram tomadas.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: