10.5 C
Brasília
Quarta-feira, 29 Junho, 2022

Ministros do STF classificam o forte discurso de Bolsonaro como ‘desespero’

Desde que o presidente Jair Bolsonaro fez um forte discurso durante uma cerimônia no Palácio do Planalto, na tarde da terça-feira, ele vem sendo alvo de análises e acusações, incluindo a de estar supostamente desesperado, segundo a opinião de ministros do Supremo Tribunal Federal.

A jornalista Andréia Sadi comunicou que obteve informações exclusivas a esse respeito. “O ataque de Jair Bolsonaro (PL) ao Supremo Tribunal Federal na terça-feira (7) é atribuído por ministros da Corte a um desespero do presidente”, diz a apresentadora da TV Globo.

O suposto desespero, no caso, seria por dois motivos. O primeiro, por causa dos resultados das pesquisas de intenção de votos, onde o ex-presidente Lula aparece liderando em todos os cenários, apesar de continuar não aparecendo em atos espontâneos nas ruas.

E, o segundo, seria devido ao suposto receio do que poderá acontecer à família do presidente, assim como a ele próprio, em caso de derrota nas eleições desse ano. Bolsonaro e familiares são alvos de acusações diversas por parte da oposição, na esfera judicial.

No discurso da terça, o presidente foi taxativo sobre vários pontos, especialmente em relação ao Tribunal Superior Eleitoral. “Convidaram eles [o Exército] para que, ora bolas? Para fazer papel de quê? Eu que sou chefe das Forças Armadas. Nós não vamos fazer o papel de idiotas. Eu tenho a obrigação de agir.”

Sobre o STF, Bolsonaro também criticou o que ele considera interferências indevidas. “Eu fui do tempo que decisão do Supremo não se discute, se cumpre. Eu fui desse tempo, não sou mais! Certas medidas saltam aos olhos dos leigos. É inacreditável o que fazem, querem prejudicar a mim e prejudicam o Brasil”, disse ele.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: