28.5 C
Brasília
Sexta-feira, 12 Agosto, 2022

Ministro do STF rebate críticos das urna: “Os lobos não levarão a melhor”

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), publicou um artigo no jornal Folha de S. Paulo, onde rebateu indiretamente o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (PL), que esta semana fez uma reunião com embaixadores para levantar suspeitas sobre a segurança do processo eleitoral no Brasil.

Para isso, Lewandowski utilizou um texto intitulado “O Lobo e o Cordeiro”, de Jean de La Fontaine. Segundo o ministro, “a velha fábula remete-nos à inusitada situação vivida atualmente no Brasil, na qual agentes governamentais, secundados por integrantes de estamentos armados —ao que se sabe, minoritários— colocam em dúvida, mediante alegações completamente infundadas, a segurança das urnas eletrônicas”.

Se referindo indiretamente a Bolsonaro e aliados, os quais vêm travando um embate com ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no âmbito da Comissão de Transparência criada pela Corte no ano passado, Lewandowski fez um trocadilho usando a fábula, associando os mesmos aos “lobos”.

“Os lobos não levarão a melhor, por mais que elaborem sofismas e exibam as presas, pois os hoje mais de 150 milhões de brasileiros aptos a votar —os quais de cordeiros não têm nada—, escaldados pelos incontáveis retrocessos institucionais que maculam a crônica política nacional, certamente haverão de fazer prevalecer a sua vontade soberana”, declarou o ministro.

DESTAQUE
Veja também:
close