11.5 C
Brasília
Quinta-feira, 30 Junho, 2022

‘Meu Malvado Favorito’: Cunha declara apoio a Bolsonaro por luta contra o PT

O ex-deputado federal Eduardo Cunha, que durante o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff foi apelidado como “Meu Malvado Favorito” nas redes sociais, participou nesta terça-feira de uma entrevista para a rede Jovem Pan, onde falou da sua expectativa em relação à disputa eleitoral deste ano.

Na ocasião, Cunha declarou apoio ao atual presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, argumentando que ele tem enfrentado o mesmo inimigo político, o Partido dos Trabalhadores (PT).

“A questão não é gostar ou não dele. O Bolsonaro representa hoje aquilo que estou enfrentando, que é o PT”, disse Cunha. O ex-deputado foi uma figura central durante o impeachment de Dilma Rousseff, em 2016, uma vez que era o presidente da Câmara dos Deputados na época.

Após o impeachment, porém, Cunha foi detido preventivamente em 2016 e foi condenado em 2017 ao ser acusado de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Em 2018 a condenação foi confirmada em segunda instância pelo TRF-4, e o então deputado recebeu a pena de mais de 14 anos de prisão.

Desde então, o ex-deputado ficou em prisão domiciliar devido à pandemia do novo coronavírus, e algumas das suas condenações foram anuladas após recursos da defesa. Contudo, ele ainda continua em prisão domiciliar.

Eduardo Cunha se descreve como conservador, evangélico e autor do livro “Tchau, Querida”, onde conta os bastidores e a sua versão sobre o impeachment de Dilma Rousseff.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: