Mais

    Lula critica ação das Forças Armadas sobre manifestantes: “Nenhum general se moveu”

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou a reação dos militares das Forças Armadas durante as manifestações em frente aos quartéis do Exército Brasileiro. De acordo com o petista, “nenhum general se moveu” para dissolver os protestos, segundo ele, em prol de um “golpe”.

    “As pessoas estão livremente reivindicando golpe na frente dos quartéis”, observou o petista. “Nenhum general se moveu para dizer: ‘Não pode acontecer isso, é proibido pedir isso, não vamos fazer isso’.”

    Segundo Lula “dava impressão de que tinha gente que gostava quando o povo estava clamando golpe. Lá em São Paulo, tinha barraca, almoço, churrasco, banheiro químico, como aqui em Brasília.”

    O petista também criticou as forças policiais de Brasília, citando episódios em que alguns agentes de segurança conversavam com os manifestantes. “A inteligência de Brasília negligenciou. É fácil a gente ver nas invasões os policiais conversando com os agressores”, disse ele.

    “Já no dia 12, na minha diplomação, o quebra-quebra que teve em Brasília, a Polícia Militar acompanhava as pessoas tocando fogo em ônibus e nada foi feito. Havia conivência explicita da policia”, destacou o petista, segundo a Oeste.

    Leia também:

    Posts da semana

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui