25.5 C
Brasília
Sábado, 21 Maio, 2022

Kim Kataguiri diz que a Alemanha errou ao ter criminalizado o nazismo

O deputado federal Kim Kataguiri se envolveu em uma grave polêmica ao participar de um debate sobre liberdade de expressão no podcast Flow, na noite da última segunda-feira (7), ao lado do apresentador Monark (Bruno Aiub), que também está sendo acusado de fazer apologia à ideologia nazista.

“Você acha que é errado a Alemanha ter criminalizado o nazismo?”, perguntou a deputada Tabata Amaral, que também participou do debate, para Kataguiri. Ele então respondeu de forma positiva: “Acho”.

Na sequência, o parlamentar tentou se explicar: “O que eu defendo é que, por mais absurdo, idiota, antidemocrático, bizarro, tosco que [seja] o [que o] sujeito defenda, isso não deve ser crime”, disse ele.

Ele continuou: “Por quê? Porque a melhor maneira de você reprimir uma ideia antidemocrática, tosca, bizarra, discriminatória é você dando luz àquela ideia, para que aquela ideia seja rechaçada socialmente e, então, [seja] socialmente rejeitada.”

Monark, por sua vez, também defendeu a mesma linha de raciocínio, chegando a dizer que defensores do nazismo poderiam ter um partido político reconhecido legalmente. Como resultado, o apresentador foi demitido do Flow que ele mesmo fundou, e perdeu os seus patrocinadores.

Além disso, a assessoria criminal da Procuradoria-Geral da República abriu hoje um procedimento para apurar se houve apologia ao nazismo por parte de Kim Kataguiri e de Monark.

- Publicidade -
Última notícia
- Publicidade -
Veja também:
close