20.5 C
Brasília
Sábado, 21 Maio, 2022

Janaína sobre Daniela: ‘Fácil falar dos oprimidos e ganhar 100 mil de verba pública’

A deputada estadual Janaína Paschoal criticou a cantora Daniela Mercury, que no dia 1° de maio fez um show durante um ato supostamente em comemoração ao Dia dos Trabalhadores, mas que vem sendo acusado de ter sido um evento de apoio à candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Fácil falar em nome dos oprimidos e receber 100 mil reais de dinheiro público, que deveria ser usado justamente em serviços sociais em prol desses mesmos oprimidos!”, criticou Janaína, se referindo a uma informação publicada pelo Poder360.

O jornal eletrônico informa que Daniela Mercury recebeu R$100 mil pelo show realizado pelas centrais sindicais na Praça Charles Miller, no bairro do Pacaembu, na capital paulista, no 1° de maio. O valor foi divulgado pela Prefeitura de São Paulo, no Diário Oficial do Município, e seria fruto de emendas parlamentares.

Embora os organizadores aleguem que o evento foi uma comemoração pelo Dia dos Trabalhadores, gravações indicam que o ato teve como objetivo principal o apoio ao ex-presidente Lula.

Não por acaso Lula discursou na ocasião, e Daniela Mercury chegou a defender o voto no petista, o que é proibido pela Justiça Eleitoral, antes da campanha oficial que terá início apenas em 16 de agosto próximo.

Os showmícios, evento em que artistas cantam em apoio a algum candidato, exatamente como ocorreu no 1° de maio, também são proibidos durante a pré-campanha e a campanha, de acordo com a Lei nº 11.300 de 2006.

“Quem não votar para Lula, vai estar votando contra os pretos, contra os pobres, contra os trabalhadores, contra os artistas, contra o país, contra a Amazônia, contra tudo o que a gente acredita e vem lutando democraticamente nesse país”, afirmou Daniela, segurando uma bandeira do petista.

As centrais sindicais CUT, Força Sindical, UGT, CTB, NCST, Intersindical Central da Classe Trabalhadora e Pública Central do Servidor emitiram uma nota defendendo o uso da verba pública para o show realizado no 1° de maio.

“O uso das emendas parlamentares para a realização de festas populares é respaldado pela lei orçamentária do município, que permite a vereadores e vereadoras destinar o valor das emendas a atividades culturais com apresentações artríticas abertas ao público”, disseram as centrais. Assista:

- Publicidade -
Última notícia
- Publicidade -
Veja também:
close