28.5 C
Brasília
Sexta-feira, 12 Agosto, 2022

Igreja é atacada por exibir outdoor com “verdades bíblicas” contra o ativismo LGBT+

Viralizou nas redes sociais a foto da fachada de uma igreja, onde é exibido um outdoor com críticas ao ativismo LGBT+. A denominação de tradição evangélica (protestante) passou a sofrer ataques nas redes sociais, sendo acusada de promover suposto “discurso de ódio” contra as minorias sexuais.

O caso envolve a Primeira Igreja Batista em Aracruz (Pibara), no Espírito Santo. O outdoor mostra um desenho simbolizando uma família com pai, mãe e filhos, estando sobre eles um guarda-chuvas com a palavra inscrita “Bíblia Sagrada”, e sobre ela as cores do arco-íris como se estivesse caindo, mas sem tocar os familiares.

“a Bíblia é a única proteção contra o ativismo LGBTQIA+”, diz o outdoor. O pastor local,  Luciano Estevam Gomes, defendeu a iniciativa, argumentando que a denominação possui o direito de anunciar a sua fé.

“Nós precisamos separar o que é política e o que são as verdades bíblicas. As verdades bíblicas precisam ser pregadas como sempre foram pregadas em toda a Bíblia: por exemplo, os profetas denunciavam as falhas de reis, autoridades e do povo de um modo geral”, disse ele ao Pleno News.

“Eles não ficava preocupados que iam ser mortos, perseguidos ou cancelados. A Igreja precisa denunciar o pecado. Não adianta cair nessa ladainha de que ‘a igreja precisa pregar sobre o amor’. O amor do Senhor é um amor transformador. Ele não é um amor que se acomoda”, completou o religioso.

Sobre as críticas que a igreja vem recebendo, o pastor disse lidar com naturalidade. Ele também explicou que a mensagem do outdoor é especificamente contra o ativismo LGBT+, e não contra pessoas homossexuais.

“A gente entende que devemos levar isso sem muito alarde, em oração, sabendo que precisamos dizer sim que a Bíblia é a única contra esse ativismo. Evidentemente, quando eu falo sobre ativismo LGBT, eu não estou falando nada sobre a homossexualidade. Quem tem o mínimo de interpretação de texto vai ver isso na mensagem. E quem quer distorcer, acaba levando para o outro lado”, concluiu.

DESTAQUE
Veja também:
close