FHC defende frente ampla contra Bolsonaro e diz que ‘o PT não é contra a democracia’

O ex-presidente Fernando Henrique Cardozo concedeu uma entrevista defendendo uma frente ampla contra o atual presidente Jair Bolsonaro. Segundo o cacique tucano, é preciso haver união até mesmo com o Partido dos Trabalhadores (PT) se for preciso, o qual segundo ele nunca teria sido uma ameaça ao regime democrático no país.

“É bom que se crie uma frente ampla. Que haja diversidade de opiniões, mas que sejam todas a favor da democracia. Eu não discrimino (o PT). O PT não é intrinsicamente contra a democracia. Nunca foi”, afirmou FHC ao Globo.

“O governo do PT muitas vezes dava a sensação de (ser). Mas não há um sentimento genuíno do PT de ser contra a diversidade de opiniões”, destacou o líder tucano. Apesar do posicionamento do ex-presidente, o PSDB se mantém dividido quanto a fazer oposição ao atual governo.

Isso porque, há muitos filiados que relutam em dar as mãos ao PT para se opor ao presidente Bolsonaro. Outros, também, segundo o Extra, sentem a pressão nas regiões mais interioranas do país da população conservadora e evangélica.

FHC também comentou sobre os rumores de que o atual presidente daria um “golpe”, muito embora Bolsonaro já tenha negado essa intenção inúmeras vezes. Esses boatos passaram a surgir nas semanas que antecederam ao último 7 de setembro, quando o país talvez tenha chegado ao auge da tensão entre os poderes Executivo e Judiciário.

“Mesmo que ele (Bolsonaro) queira é difícil dar golpe no Brasil. Não conheço Bolsonaro, nunca o vi na vida, nem desejo. Mas acho que tem uma mentalidade simplista. Mesmo que tenha essa ideia não vai conseguir”, concluiu Fernando Henrique Cardozo.