15.5 C
Brasília
Sábado, 25 Junho, 2022

Em Brasília, profissionais criam respirador pulmonar ao custo de apenas 1 mil reais

Um grupo de profissionais se juntou para aplicar seu conhecimento em engenharia e desenvolveu um automatizador de respirador manual, que cumpre papel semelhante ao dos respiradores comprados a peso de ouro pelos governadores Brasil afora.

O valor de R$ 1 mil por um respirador desenvolvido por uma equipe chefiada por um engenheiro parece surreal, mas pode ser ainda mais impressionante, já que há a possibilidade de fazer o equipamento por um cifras ainda menores.

De acordo com o Jornal de Brasília, a equipe foi liderada pelo engenheiro Hatus Souza Alves e agora já planeja como fazer a produção do equipamento em escala e na distribuição.

O médico Pedro Morais avaliou o equipamento e afirmou que o automatizador é um paliativo à grande demanda do respirador tradicional: “Esse aparato não tem a pretensão de substituir os ventiladores mecânicos disponíveis no mercado. O objetivo é que seja um equipamento de emergência, a ser usado por um curto período e apenas quando não existirem outras opções”, disse.

Os desenvolvedores afirmam que esse automatizador tem vantagens Em relação ao aparelho manual, já que ele faz o processo de bombeamento da bolso autoinflável de maneira regulada e temporizada, algo que normalmente é feito pelos técnicos manualmente.

Outro diferencial é que uma válvula também foi instalada no equipamento para manter positiva a pressão dentro dos pulmões, impedindo que o órgão se feche. O automatizador está sendo avaliado pela Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa), que poderá dar sinal verde para o uso.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: