28.5 C
Brasília
Sexta-feira, 12 Agosto, 2022

Direita lança “Manifesto à Nação – Pela Liberdade”, em resposta à carta da USP

Após figuras ligadas à esquerda brasileira divulgarem uma “Carta às brasileiras e aos brasileiros em defesa do Estado Democrático de Direito!”. apoiadores do governo resolveram lançar a própria versão de algo parecido, mas com ênfase na defesa da “liberdade”.

O manifesto foi divulgado pela jornalista e advogada Flávia Ferronato por meio das redes sociais. Até o fechamento dessa matéria, o documento já havia sido assinado por mais de 8 mil pessoas, segundo Ferronato, em pouco mais e duas horas no ar.

Divulgada pela Faculdade de Direito da USP, a carta pela democracia ultrapassou a marca das 300 mil assinaturas desde que foi lançada na terça-feira (26). Pelas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro (PL) criticou o documento, o classificando como uma iniciativa “política”.

“Carta pela democracia? Qual ameaça estou oferecendo para a democracia? Você pode ver, esse negócio de carta aos brasileiros, da democracia, os banqueiros estão patrocinando”, comentou o presidente.

Segundo Bolsonaro, o fato de alguns empresários e banqueiros assinarem a carta de viés esquerdista, indicaria uma reação contra a diminuição dos lucros com antigas taxas administrativas, como as de transferência bancária e pagamento e contas.

“É (com) o Pix que eu dei uma paulada neles”, disse o presidente. “Os bancos digitais, também nós facilitamos. Estamos acabando com o monopólio dos bancos. Estão perdendo o poder”, completou Bolsonaro. Para conferir o Manifesto pela Liberdade, clique aqui.

 

DESTAQUE
Veja também:
close