28.5 C
Brasília
Sexta-feira, 12 Agosto, 2022

Deputado aciona a Justiça contra cantora que pisoteou a Bandeira do Brasil

A cantora Bebel Gilberto, filha do compositor João Gilberto e sobrinha de Chico Buarque, se tornou alvo de representação junto à Procuradoria-Geral da República (PGR), após viralizar em um vídeo onde aparece pisoteando a Bandeira do Brasil durante um show em São Francisco, nos Estados Unidos, na última terça-feira (19).

A representação foi protocolada pelo deputado federal Sanderson (PL-RS), que anunciou a iniciativa por meio das redes sociais. Segundo o parlamentar, a cantora teria cometido crime de lesa-pátria, motivo pelo qual deverá “responder criminalmente”.

“A cantora que pisoteou e vilipendiou a sagrada Bandeira Nacional vai responder criminalmente por esse ato lesa-pátria. Ação deletéria que precisa rapidamente ser reprimida. Típico desespero de quem sabe que mais uma derrota dos vermelhos se aproxima”, postou o deputado.

Em seu comunicado, o deputado explicou que os símbolos nacionais que remetem à Pátria brasileira não podem ser tratados com tal atitude, como se a Bandeira do Brasil fosse um “pano de chão”.

“Isso porque a Bandeira, assim como o Hino Nacional, as Armas Nacionais e o Selo Nacional, são considerados como símbolos do país. Os gestos protagonizados pela representada também remetem ao movimento de quem usa o Pavilhão Nacional como pano de chão”, completa Sanderson.

Pelas redes sociais, muitos internautas criticaram a atitude de Bebel Gilberto. Na ocasião, a cantora tentou justificar a sua agressão ao símbolo nacional. “Desculpe fazer isso, mas acham que eu estou feliz de ser brasileira ou não?”, comentou.

“Depois vem juíza dizer que a bandeira se tornou símbolo de um lado político. Não, a Bandeira do Brasil é dos brasileiros, só que alguns fazem questão de expressar o quanto odeiam o próprio país”, completou a cantora, que também fez críticas ao presidente Jair Bolsonaro durante o ato. Assista:

DESTAQUE
Veja também:
close