11.5 C
Brasília
Quinta-feira, 30 Junho, 2022

Damares diz à mãe de Miguel que vai acompanhar o caso: “Você não está sozinha”

A ministra da mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, anunciou através das suas redes sociais que a sua pasta irá acompanhar o caso do menino Miguel Otávio, de 05 anos, que morreu ao cair de um prédio de luxo na região metropolitana de Recife quando estava sob os cuidados da patroa da sua mãe.

Mirtes Renata Santana de Souza, mãe da criança, não estava no momento em que a criança foi deixada pela patroa no elevador do condomínio de luxo. Ela estavas no térreo do condomínio de luxo e a criança iria, supostamente, ao seu encontro, quando desviou do caminho, subiu para um andar superior e de lá caiu, morrendo com a queda.

O caso está sendo investigado pela Justiça local, mas não há elementos conclusivos até o momento. Muitos acusam a patroa de Mirtes de negligência e apontam inconsistências em sua versão.

Sari Corte Real, por sua vez, que foi presa em flagrante e liberada após pagamento de fiança de R$ 20 mil e é esposa do prefeito Sérgio Hacker (PSB), de Tamandaré, um município do litoral sul do estado de Pernambuco, negou qualquer responsabilidade direta pela morte da criança.

Damares se manifesta sobre o caso Miguel

A ministra Damares Alves comentou sobre o caso: “Hoje, ao abraçar virtualmente uma mãe triste pela perda do filho amado, encontrei também uma mulher forte, com saudades e determinada a lutar por justiça. Disse eu a essa mamãe: ‘Tá doendo, eu sei! A saudade é grande! Mas você não está sozinha! O Brasil inteiro está com você.”

Damares comentou através das suas redes sociais e disse que a sua pasta irá acompanhar o caso.

“Que o ocorrido com o menino Miguel não seja esquecido, jamais! O Ministério da Mulher da Família e dos Direitos Humanos, por meio da Secretaria Nacional dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes, acompanhará o inquérito e dará apoio a família em suas necessidades”, afirmou.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: