28.5 C
Brasília
Sexta-feira, 12 Agosto, 2022

Críticas às urnas visam “manipular a opinião pública”, diz presidente do TSE

O ministro Edson Fachin, atual presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), alegou que o desejo por parte dos críticos das urnas eletrônicas, de querer alterar o sistema atual por outro, como seria o voto impresso, vista “manipular a opinião pública” com base em “acusações de fraudes vazias”.

A declaração de Fachin foi dada em um texto que será publicado em um livro na próxima semana, o qual tratará sobre as “Liberdades”. Leia abaixo a íntegra do trecho escrito pelo presidente do TSE, segundo a Veja:

“Estudos antropológicos indicam que participar de eleições satisfaz, em nosso subconsciente, uma necessidade básica de todo ser humano: votar renova o sentimento de pertencimento.

Apesar das eleições provocarem debates acalorados sobre defeitos e qualidades dos candidatos, a longo prazo elas estimulam a harmonia na sociedade. Isso porque, do ponto de vista histórico, realizar eleições periódicas traz a estabilidade de um governo representativo, escolhido por um método justo e racional, que substitui todas as formas de violência na disputa pelo poder.

Nesse sentido, é questionável a defesa inflamada da troca das urnas eletrônicas por outro método de votação, com base em acusações de fraudes vazias, que só ganham espaço diante das estratégias cada vez mais elaboradas para manipular a opinião pública.

A liberdade de escolha do eleitor está exatamente na possibilidade de “mudar de opinião e de dirigentes” sem colocar em risco a estabilidade da democracia”.

DESTAQUE
Veja também:
close