13.5 C
Brasília
Quarta-feira, 29 Junho, 2022

Bolsonaro sobe o tom e diz que Fachin deu “tremenda colaboração com o narcotráfico”

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF). Durante o seu discurso na abertura do 5º Fórum de Investimentos Brasil 2022, em São Paulo, nesta terça-feira (13), o chefe do Planalto acusou o magistrado de colaboração com o narcotráfico, devido a uma decisão tomada por ele durante a pandemia.

“Os morros do Rio, onde o Fachin disse que a polícia não pode entrar nem sobrevoar helicópteros, estão cheios de fuzis, viraram um refúgio da bandidagem do Brasil todo”, criticou Bolsonaro, que completou:

“Parabéns, ministro Fachin. Tremenda colaboração com o narcotráfico, com a bandidagem de maneira general. Ora, isso é mentira? É fake news ou é verdade? ‘Ah, não podemos criticar decisões’. Por que não? Quem eles pensam que são?”.

Fachin é relator de uma ação que pede a diminuição da letalidade policial nas comunidades do Rio de Janeiro, sendo a restrição das operações policiais durante a pandemia fruto desse processo.

Ainda sem seu discurso, Bolsonaro também voltou a criticar a reação dos ministros do Supremo em relação às críticas ao sistema eleitoral brasileiro. “Por que quem duvidar do sistema eletrônico vai ter registro cassado e ser preso? Sou obrigado a confiar?”, questionou o presidente.

“Eu posso apresentar falhas? Posso dizer, como foi em 2014, que no meu entendimento técnico o Aécio ganhou? E eu, com documentação que tenho do próprio TSE, falar que ganhei no 1º turno? Não posso falar isso? Vão cassar o meu registro?”, completou.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: