15.5 C
Brasília
Sábado, 2 Julho, 2022

Bolsonaro e Kajuru acertam mudança na CPI da pandemia: “Tem que ser ampla”

Em uma conversa telefônica divulgada pelo senador Jorge Kajuro entre ele mesmo e Jair Messias Bolsonaro, o presidente cobrou, no último sábado (10), pressão para que o Supremo Tribunal Federal (STF) determine a análise dos pedidos de impeachment contra ministros da Corte.

Luís Roberto Barroso, ministro do STF, estabeleceu na última quinta-feira (08) que o Senado deverá analisar uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para investigar as ações do governo federal durante a pandemia do Covid-19. Esta decisão levou o presidente a fazer diversas críticas contra Barroso, alegando que o mesmo não teria “coragem moral” de investigar seus colegas governadores.

“Se você não mudar o objeto da CPI, você não pode convocar governadores. Se mudar, 10 para você, porque nós não temos nada para esconder. Olha só, o que você tem que fazer: tem que mudar o objetivo da CPI, tem que ser ampla. Covid no Brasil aí você faz um belo trabalho pelo Brasil”, disse Bolsonaro ao senador durante sua conversa.

Em um determinado ponto da conversa, Bolsonaro admitiu estar com receio de presenciar um relatório “sacana” na CPI. “Tem que mudar a amplitude dela [CPI]. Se não mudar, a CPI vai simplesmente ouvir o Pazuello [ex-ministro da saúde], ouvir gente nossa para fazer uma relatório sacana].”

Após a declaração do presidente, o senador Alessandro Vieira solicitou que a comissão esteja investigando também possíveis irregularidades na gestão de recursos federais destinados ao enfrentamento do coronavírus por parte de prefeitos e governadores.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: