10.5 C
Brasília
Quarta-feira, 29 Junho, 2022

Bolsonaro alfineta Moraes: “Duvido que tenham coragem de cassar meu registro”

O presidente Jair Bolsonaro subiu o tom em relação ao risco de cassação da sua candidatura à Presidência da República este ano. Durante um discurso, ele chamou de “maluco” quem tentar cancelar o seu registro eleitoral, alegando violação por “fake news” na campanha.

“Agora, vai cassar meu registro? Duvido que tenham coragem de cassar meu registro […]. Não tem nenhum maluco querendo cancelar minha candidatura por fake news, é brincadeira […]. Eu defendo a liberdade. Onde está a tipificação das fake news?”, declarou o presidente.

A fala de Bolsonaro ocorre após o ministro Alexandre de Moraes afirmar, durante o evento “Sessão Informativa para Embaixadas: o sistema eleitoral brasileiro e as Eleições de 2022”, na última terça-feira, que “notícias fraudulentas divulgadas por redes sociais que influenciem o eleitor acarretarão a cassação do registro daquele que a veiculou.”

Moraes, que será o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) durante as eleições desse ano, deixou claro que cassará o registro de qualquer candidato, independentemente do cargo a que estiver disputando. Ou seja, até mesmo os candidatos à presidência da República, como Bolsonaro.

“Aqueles que se utilizarem desses instrumentos podem ter o registro de suas candidaturas cassado, ou mesmo perder o mandato”, ressaltou Moraes. Também no mesmo contexto do seu discurso, em tom bélico, Bolsonaro chegou a dizer que “se precisar, iremos à guerra”.

“Eu peço que vocês cada vez mais se interessem por esse assunto. Se precisar, iremos à guerra. Mas eu quero um povo ao meu lado consciente do que está fazendo e de por quem está lutando”, declarou o presidente.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: