Bolsonaro alerta que sem o voto impresso “o povo vai reagir em 2022”

O presidente Jair Bolsonaro voltou a fazer uma associação direta do voto impresso com a legitimidade do processo eleitoral brasileiro, dizendo que se não houver auditoria impressa das eleições em 2022, “o povo vai reagir”.

“O povo vai reagir em 22 se não tivermos eleições democráticas. Todos nós queremos eleições”, afirmou o presidente para apoiadores na saída do Palácio da Alvorada. Na ocasião, Bolsonaro também fez uma convocação para a população assistir a live que será apresentada por ele amanhã, às 19h.

“Peço que amanhã, quinta-feira, às 19h, o pessoal assista porque a gente vai demonstrar todas as inconsistências de 2014, 2018… São coisas fantásticas ali para mostrar”, prometeu o presidente. Bolsonaro também voltou a criticar o atual presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luis Roberto Barroso.

“Vai ganhar eleição quem tem voto. Se não for dessa maneira, poderemos ter problemas em 22. E eu não quero problema. E quando falam, o Barroso mesmo, ‘mais R$ 2 bilhões’ [para custear a implementação do voto impresso]. Ô Barroso, quem trata de orçamento sou eu, não é você, tá?”, disparou Bolsonaro.

Se fosse Bolsonaro, “já teria fechado o Supremo”, diz presidente nacional do PTB

Deixe o seu comentário: