15.5 C
Brasília
Terça-feira, 28 Junho, 2022

Após criticar ostentação da classe média, vinho de R$ 5 mil é achado no lixo de Lula

No começo de abril passado, em São Paulo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pré-candidato à Presidência da República este ano, chamou atenção ao criticar o padrão de vida da classe média. Na ocasião, o petista classificou como desnecessário, por exemplo, o uso de mais de um aparelho de TV.

“Nós temos uma classe média que ostenta um padrão de vida em que nenhum lugar no mundo a classe média ostenta. Nós temos uma classe média que ostenta um padrão de vida que não tem na Europa, que não tem em muito lugar”, disse o petista.

“Aqui, na América Latina, a chamada classe média ostenta um padrão de vida acima do necessário. É uma pena que a gente não nasce e a gente não tem uma aula. O que é necessário para sobreviver. Tem um elemento tem um limite que pode me contentar como ser humano. Eu quero uma casa, eu quero casar, eu quero ter um carro, eu quero ter uma televisão, não precisa ter uma de cada. Uma televisão já está boa”, completou Lula.

No entanto, apesar do discurso de moderação no consumo, Lula parece fazer questão de ostentar, ele mesmo, um padrão de vida bem acima da média nacional. Morando atualmente numa mansão cujo aluguel foi estimado em mais de R$ 22 mil, foram encontradas em seu lixo garrafas de vinho avaliados em R$ 5 mil a média.

O material foi encontrado pela equipe de limpeza do local, e divulgado pelo portal Metrópoles, na coluna de Rodrigo Rangel. “Entre as garrafas vazias deixadas para serem recolhidas pelo serviço de limpeza, havia, por exemplo, uma do exclusivo vinho português Pêra-Manca, da safra de 2014, superfestejada pelos especialistas”, informa o colunista.

Várias outras garrafas de vinhos caros foram encontradas, a exemplo do Casanova di Neri, avaliado em R$ 5,8 mil. Entre os mais baratos estavam o Angélica Zapata (argentino, R$ 500), Colomé (argentino, R$ 140) e Quinta Vale D. Maria (português, R$ 115).

Morando atualmente no Alto de Pinheiros, região nobre de São Paulo, a mansão de Lula tem 600 metros quadrados, com quatro suítes e uma generosa área de lazer com piscina e churrasqueira. Ao que tudo indica, portanto, a crítica de Lula quanto à manutenção de um padrão de vida “desnecessário”, parece que não se aplica a ele mesmo.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: