10.5 C
Brasília
Quarta-feira, 29 Junho, 2022

Alexandre Garcia defende Regina: “A CNN mostrou que é apenas uma igual do mesmo”

A expectativa da parcela da população que não aprecia o perfil editorial do Grupo Globo e demais emissoras por assinatura hard news, foi levado a crer que a chegada da CNN Brasil traria uma postura de maior isenção. A tirar pelas redes sociais, todos se enganaram.

A emissora entrevistou ontem a secretária especial da Cultura, Regina Duarte, e em dado momento, repetiu a estratégia de programas de auditório dominicais, que apresentam vídeos com depoimentos “surpresa” para emocionar o entrevistado. No caso da CNN, no entanto, o vídeo constrangeu a ex-funcionária da TV Globo, que fez questão de deixar claro seu incômodo.

“Vocês estão carregando um cemitério nas costas” foi uma das frases da revoltada Regina Duarte. A cena foi repercutida amplamente nas redes sociais, o que motivou chacota por parte dos opositores do governo Bolsonaro, mas também satisfação por parte daqueles que reprovam a postura dos veículos de grande mídia e se sentiram representados pelo desabafo da secretária.

No Twitter, Alexandre Garcia se valeu de sua sobriedade para resumir o episódio: “Com Regina Duarte, a CNN, que poderia ser a alternativa, mostrou que é apenas uma igual do mesmo”.

O empresário Leandro Ruschel, influenciador digital, opinou sobre o episódio avaliando que não havia indícios que a postura da filial brasileira fosse ser diferente de sua matriz nos Estados Unidos: “Regina Duarte demonstrou despreparo, mas a CNN provou que é apenas mais um canal comandado por esquerdopatas, como eu já havia alertado há tempos. Não sei como alguém esperava que a CNN Brasil fosse diferente da Clinton News Network americana”.

Em contraponto, Ruschel fez um registro indispensável em sua conta no Twitter: “Você sabia que Maitê Proença ganha há décadas pensão por ser ‘filha solteira’ de um ex-procurador paulista? O estado chegou a cortar o benefício, alegando que a atriz mantinha união estável com pai da sua filha, mas ela recuperou a teta na Justiça”.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: