14.5 C
Brasília
Domingo, 26 Junho, 2022

Alckmin diz que Lula “representa a própria democracia” e web reage: “Cara de pau”

O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, discursou nesta quarta-feira (23) na sua cerimônia de filiação ao Partido Socialista Brasileiro (PSB), destacando alguns pontos da sua carreira política e também da perspectivas em relação ao futuro do Brasil. Para o ex-tucano que em 2018 rechaçou qualquer possibilidade de aliança com o Partido dos Trabalhadores (PT), o ex-presidente Lula agora “representa a própria democracia”.

“Quero cumprimentar o PSB, presidente Carlos Siqueira, pela decisão de apoiar a candidatura do presidente Lula. Temos que ter olhos abertos para enxergar e a humildade para entender que ele é hoje aquele que melhor reflete e interpreta o sentimento de esperança do povo brasileiro”, disse Alckmin na ocasião.

“Aliás, ele [Lula] representa a própria democracia porque ele é fruto da democracia. Por ter conhecido as vicissitudes é que na realidade interpreta esse sentimento da alma nacional”, completou o ex-governador.

Devido ao passado de críticas ao PT e a declarações que pareciam estar mais alinhadas ao perfil de um direitista, internautas criticaram os elogios de Alckmin a Lula. Alguns o chamaram de “cara de pau” e “picolé de chuchu” que gostaria de ser o ex-presidente Michel Temer, que assumiu o governo após o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, em 2016.

Alckmin, por sua vez, enfatizou um discurso de diálogo e cooperação entre as forças da oposição. Ele também disse acreditar que o ex-presidente Lula poderá alavancar a imagem do Brasil no mercado externo.

“As tarefas políticas não são fáceis. Em política não se obriga, política se conquista com argumentos, com respeito, ouvindo aqueles que discordam de nós, mas com convicção para trabalharmos em benefício da população”, disse ele.

“Não tenho dúvida de que o presidente Lula se Deus quiser vai ser eleito e vai reinserir o Brasil no cenário mundial, vai alargar o horizonte do desenvolvimento econômico e vai dirimir essa triste diferença social”, concluiu Alckmin. Assista:

https://twitter.com/brom_elisa/status/1506664476967419910

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: