10.5 C
Brasília
Quarta-feira, 29 Junho, 2022

‘Abandonado’ por Moro, general Santos Cruz fica no Podemos e desiste de candidatura

Ex-ministro do governo Bolsonaro, o general Santos Cruz é mais um dos que se filiaram ao Podemos em novembro de 2021, embalados pela “onda Moro”. No caso, pela filiação do ex-ministro da Justiça que na semana passada resolveu abandonar o partido do senador Álvaro Dias para migrar para o União Brasil.

Com a decisão de Moro, segundo informações publicadas nesta segunda-feira (04) pela Folha de S. Paulo, Santos Cruz permanecerá no Podemos, mas dizendo que por hora desistiu de se candidatar.

O Metrópoles, por outro lado, noticiou que o general estaria avaliando ser candidato ao Senado ou à Câmara dos Deputados pelo DF, onde possui residência eleitoral. Em todo caso, o fato é que com a saída de Moro do Podemos, todos os nomes que foram para a sigla nas sombras do ex-ministro perderam força.

Um deles é o do ex-coordenador nacional da Lava Jato, Deltan Dallagnol, que nos últimos dias recebeu ajuda de parte da população para pagar uma indenização de R$ 70 mil ao ex-presidente Lula, que processou o ex-procurador por danos morais no caso do famoso “Power Point”.

No União Brasil, Moro tem o nome incerto para a disputa presidencial. Isso porque, uma ala ligada ao cacique ACM Neto não concorda com o lançamento da sua candidatura ao Planalto.

O grupo chegou a divulgar uma nota na semana passada, condicionando a permanência do ex-ministro no partido apenas se for para disputar outro cargo, como o de deputado federal ou mesmo senador. Como o período de janela partidária encerrou no último sábado, resta saber quem vai ceder nessa disputa, se Moro ou ACM.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: