Após protestos, Ibaneis recua e permite o funcionamento de escolas e academias no DF

Após ter enfrentado uma onda de protestos de comerciantes e populares, inclusive em frente a sua casa, o governador de Brasília, Ibaneis Rocha (MDB) resolveu afrouxaras medidas de isolamento contra o novo coronavírus do Distrito Federal.

“Estamos liberando o funcionamento de creches, escolas e faculdades particulares, além de academias de ginástica a partir de segunda. Mais um passo na retomada das atividades econômicas”, publicou o governador em suas redes sociais nesta sexta-feira (05).

Ibaneis, no entanto, destacou a necessidade da população continuar mantendo os cuidados preventivos contra o coronavírus. “Espero que continuem tomando os cuidados, com distanciamento, máscaras e lavando as mãos”, lembrou.

No último final de semana, Ibaneis foi alvo de protesto em frente à sua casa, após decretar novas medidas restritivas em Brasília. Durante a semana, manifestantes também voltaram a protestar na Esplanada dos Ministérios, pedindo a flexibilização da medida, o que parece ter surtido efeito.

“As academias de ginástica estão autorizadas a funcionar, mas sem aulas coletivas. Ainda estamos em situação crítica, apesar da instalação de 102 novos leitos de UTI nesta semana. Semana que vem teremos mais 119! Ninguém pode relaxar, a doença é traiçoeira e pode matar”, destacou o governador.

Além das academias, escolas e creches também poderão voltar, mas de forma alternada com o ensino semipresencial. “É importante diminuir a circulação nas ruas, mas é ainda mais importante manter o distanciamento, o uso de máscara e lavar as mãos com água e sabão”, concluiu Ibaneis.