15.5 C
Brasília
Terça-feira, 28 Junho, 2022

Bolsonaro: ‘Para defender a liberdade, tomarei a decisão contra quem quer que seja’

O presidente Jair Bolsonaro discursou neste domingo no evento “Filia Brasil”, feito pelo Partido Liberal (PL) para oficializar o lançamento da sua pré-candidatura à Presidência da República. Na ocasião, o chefe do Executivo desdenhou das pesquisas eleitorais divulgadas recentemente, chamando-as de mentirosas.

“Uma pesquisa mentirosa publicada mil vezes não fará um presidente da república”, disse Bolsonaro. “Temos um compromisso. Não podemos esquecer o nosso passado. Porque aquele que esqueceu seu passado está condenado a não ter um futuro.”

Ciente de que a oposição vem apostando no voto dos jovens para eleger o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Bolsonaro lembrou que os mais velhos têm a responsabilidade de informar os filhos sobre o passado recente, no qual o líder petista foi acusado e chegou a ser condenado por corrupção e lavagem de dinheiro.

“Os mais jovens podem não conhecer, mas os seus pais e avós têm obrigação de mostrar para onde o Brasil estava indo, bem como vivem os jovens em outros países, como a Venezuela”, destacou Bolsonaro.

Bolsonaro também disse estar disposto a tomar decisões “contra quem quer que seja” em defesa da liberdade e da democracia, mas não detalhou quais seriam. Ele se referiu aos apoiadores como “exército” e garantiu que não perderá a “guerra” por “falta de lutar”.

“Se [for] para defender a nossa liberdade, se [for] para defender a nossa democracia, eu tomarei a decisão contra quem quer que seja. E a certeza do sucesso é que eu tenho um exército ao meu lado”, afirmou o presidente.

“E esse exército é composto de cada um de vocês [apoiadores]. Podemos até perder algumas batalhas, mas não perderemos a guerra por falta de lutar. Vocês sabem do que estou falando”, conclui.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: