14.5 C
Brasília
Domingo, 26 Junho, 2022

Maia critica Bolsonaro e avisa: “Vou ter de definir sobre os pedidos de impeachment”

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, deu algumas declarações que devem preocupar os apoiadores do presidente da República, Jair Bolsonaro, ao dizer que irá decidir sobre os pedidos de impeachment que tramitam no Congresso contra o Executivo.

No contexto, Maia fez críticas ao presidente por participar de manifestações supostamente “antidemocráticas”, o que estaria motivando a necessidade de se discutir maneiras de reforçar a democracia no Brasil.

Maia sugeriu que o apoio de Bolsonaro aos manifestantes, por exemplo, em Brasília, seria uma ameaça ao regime democrático, o que contraria a visão dos apoiadores do presidente, que pensam justamente o contrário.

“É óbvio que essas ameaças do presidente Jair Bolsonaro, que tem participado de atos considerados antidemocráticos preocupam a todos nós”, declarou Rodrigo Maia no último sábado (06), segundo informações do portal Terra.

“E é isso que faz com que todos nós estejamos discutindo, neste momento, o fortalecimento da democracia no País (…), no momento adequado, vou ter de definir sobre os pedidos de impeachment”, destacou o deputado.

Em sua live com o cantor Tico Santa Cruz, Maia afirmou que os cidadãos que pedem o fechamento do Congresso ou mesmo do Supremo Tribunal Federal estariam cometendo “vandalismo”.

Por outro lado, o deputado não criticou os atos violentos de manifestantes que depredaram parte do patrimônio público na Avenida Paulista, em São Paulo, no final de semana passado, e outro onde queimaram uma bandeira do Brasil em Curitiba, por exemplo.

“Defender fechamento de instituições é vandalismo. Propor fechamento do Congresso, do STF é violência; jogar pedra, também”, comentou Maia.

DESTAQUE
- Publicidade -
Veja também: