Bolsonaro rebate críticas: “Já pensou se o homem do campo tivesse ficado em casa?”

Bolsonaro rebate críticas:
Reprodução: Google

O presidente Jair Bolsonaro rebateu críticas sobre o aumento no preço dos alimentos nos últimos meses, especialmente do arroz e da carne.

Segundo o chefe do Executivo, se o “homem do campo” tivesse adotado às mesmas medidas de isolamento radical recomendadas por governadores e prefeitos durante a pandemia, a situação seria muito pior.

“Acabaram com os empregos, aí sobe o preço do arroz, né? Fique em casa, pô. Já pensou se o homem do campo tivesse ficado em casa? Não teria nem a R$ 30, R$ 35 o pacote de cinco quilos. Não teria arroz”, afirmou o presidente.

Ainda segundo Bolsonaro, o aumento de preço nos aumentos se deu em face do prejuízo econômico sofrido pelos comerciantes provocado pela quarentena.

“Agora está vindo uma supersafra de arroz. O homem do campo trabalhou e produziu como sempre. Os empréstimos junto ao Banco do Brasil de pequenos e médios produtores foi enorme”, concluiu o presidente.

Presos cavam buraco e 17 escapam da Papuda durante a madrugada, em Brasília