Mais

    Ellon Musk pede a prisão de ativistas LGBT que falavam em ir “atrás de seus filhos”

    O bilionário Ellon Musk, proprietário da rede social Twitter, fez uma publicação em seu próprio perfil na plataforma para criticar cenas da marcha do Orgulho LGBT+ ocorrida nos Estados Unidos. Na gravação compartilhada pelo empresário, ativistas aparecendo dizendo “estamos aqui, somos gays, estamos vindo atrás de seus filhos…”.

    “Essas pessoas deveriam ser jogadas na prisão”, comentou Musk. Também pelo Twitter, vários perfis compartilharam cenas da marcha do Orgulho ocorrida nos Estados Unidos. A localização exata do evento, contudo, não foi divulgada.

    Em algumas cenas é possível ver crianças assistindo pessoas fazendo gestos obscenos, também utilizando acessórios eróticos ou mesmo sem qualquer roupa. Diversos internautas criticaram a presença de menores no evento. Veja um trecho no vídeo abaixo:

    Musk é um notório crítico do ativismo LGBT+. Ele mesmo, por sinal, possui uma relação tenha com um dos filhos, outrora chamado de Xavier Alexander Musk. O jovem, aos 18 anos, disse que passaria a se chamar Vivian Jenna Wilson, sendo uma “mulher trans”.

    “Tenho um relacionamento muito bom com todos os outros (…) Não dá para ganhar todos eles.”, admitiu o bilionário em uma entrevista para a revista Financial Times. Em 2020, o empresário disse que a sua maior crítica se deve ao uso dos “pronomes”, e não às pessoas trans.

    “Os pronomes são uma droga… Eu absolutamente apoio trans, mas todos esses pronomes são um pesadelo estético”, disse ele, segundo informações de O Fuxico. Veja abaixo o vídeo compartilhado e criticado por Musk:

    Leia também:

    Posts da semana

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui