Mais

    Propaganda terrorista? Novas imagens colocam em dúvida ataque e mortos em hospital

    Novas imagens divulgadas pelas Forças de Defesa de Israel (IDF), e até por uma estatal russa, sobre o suposto ataque a um hospital na Faixa de Gaza, na última terça-feira, colocam em dúvida a extensão da destruição e também o número de mortos divulgado pelo grupo terrorista islâmico Hamas.

    Inicialmente, boa parte da imprensa noticiou, com base em fontes do Hamas, que o hospital havia sido “destruído”, e que o número de mortos chegaria a 500 pessoas (veja aqui). As novas imagens, contudo, colocam em dúvida essas informações.

    Isso, porque, imagens capturadas por um drone de Israel, já pela manhã, e divulgadas pela IDF, mostram que os edifícios do hospital não foram diretamente atingidos e que o ponto de impacto foi o estacionamento.

    Pela gravação é possível observar vários carros queimados e alguns vidros partidos nos edifícios à volta, mas sem crateras ou demolições, o que contraria a informação de que o hospital, em si, havia sido destruído estruturalmente. Veja o primeiro vídeo, abaixo:

    Além das imagens capturadas pelo drone israelense, uma TV estatal russa também divulgou novos registros do suposto ataque ao hospital em Gaza, reforçando a versão de Israel de que, na verdade, a explosão ocorrida no local foi devido a uma detonação de foguete defeituoso da Jihad Islâmica.

    Nas imagens também é possível observar vários veículos incendiados, enquanto a estrutura dos edifícios a sua volta, do hospital e de uma capela localizada a cerca de 15 metros do local, estão intactas. As características da destruição, portanto, reforçam a versão de que não houve ataque de míssil no local, mas sim a detonação de um foguete defeituoso. Veja abaixo:

    Até o momento, está claro que várias pessoas morreram com a explosão, mas as novas imagens colocam em dúvida se o número informado inicialmente pelo Hamas, de que haveriam até 600 mortos, está correto, ou se é uma propaganda terrorista com o objetivo de culpabilizar Israel e causar maior comoção nas mídias mundiais.

    Veja outro vídeo abaixo, também mostrando os arredores do local onde a explosão ocorreu. Na gravação também é possível notar que o estacionamento, portanto a parte externa do hospital, foi a área mais afetada, não havendo, também, crateras normalmente provocadas por um possível míssil.

    Como nos outros registros, a capela que fica situada a poucos metros do local também aparece com a sua estrutura intacta, indicando que a destruição das janelas foi causada por uma onda de impacto de um foguete que caiu no local:

    Leia também:

    “A Rede Globo está acabando”, diz ator Pedro Cardoso ao lamentar derrocada da emissora

    Famoso principalmente por ter interpretado o personagem "Agostinho Carrara"...

    Maduro vai cair? Opositores arrastam multidão restando poucos dias para as eleições

    Opositores do ditador Nicolás Maduro, Maria Corina e Edmundo...

    VÍDEO: ator comediante Jim Carrey imita Joe Biden, arranca gargalhadas e viraliza

    Os episódios de confusão mental protagonizados pelo presidente dos...

    “Foi somente Deus que impediu que o impensável acontecesse”, diz Trump após atentado

    Donald Trump, candidato à Presidência dos Estados Unidos que...

    Posts da semana

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    close