[VÍDEO] Jordy defende Bolsonaro e quase sai no tapa com petista: “Você é vagabundo”

A segunda sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados teve um momento tenso entre os deputados Paulo Teixeira (PT-SP) e Carlos Jordy, do PSL do Rio de Janeiro, além da deputada Alê Silva, também do PSL de Minas Gerais.

Teixeira falava ao microfone quando chamou Jair Bolsonaro de “genocida”, acusando também os seus apoiadores de serem cúmplices do presidente, ou seja, chamando-os indiretamente também de genocidas, quando Jordy resolveu se manifestar.

“Não foi aturar esse tipo de comportamento”, afirmou Jordy, acusando o petista de “baixar o nível” do debate. Se referindo ao presidente, Jordy se dirigiu a Teixeira e disse que “se ele é um genocida, você é um vagabundo”.

No mesmo instante a deputada Alê Silva também disparou contra o petista, fazendo críticas severas em claro tom de indignação, assim como o colega. Presidindo a CCJ, a deputada Bia Kicis pediu calma aos deputados, mas não adiantou.

Os três deputados continuaram trocando ofensas e ficaram de pé, precisando um segurança da Câmara intervir e entrar no meio deles para evitar agressões físicas. O vídeo do momento já está circulando nas redes sociais e deverá dar o que falar ao longo do dia. Assista abaixo: